Caros Amigos VERSUS Veja

 caros.jpg    X veja.jpg

As discussões a respeito de Ernesto Guevara la Serna, o Che, mesmo quarenta anos após sua morte, ainda fervilham. Na última semana as revistas Caros Amigos e Veja dedicaram suas capas ao revolucionário argentino que, após excursionismo pela América Latina, dedicou-se às guerrilhas. 

A reportagem da Veja, “Che, a farsa do herói – verdades inconvenientes sobre o mito do guerrilheiro altruísta, quarenta anos depois de sua morte”, repercutiu bastante durante esta semana, tanto que, após a revista estar nas bancas, um grupo de estudantes queimou alguns exemplares da edição em frente ao prédio da Editora Abril, em São Paulo (SP).  

Na matéria, os jornalistas Diogo Schelp e Duda Teixeira classificam Guevara como um “homem de carne e osso, com suas fraquezas, sua maníaca necessidade de matar pessoas, sua crença inabalável na violência política e a busca incessante da morte gloriosa”. E completam, “Che foi um ser desprezível”.  

Mais adiante, para aversão de alguns e agrado de outros, os jornalistas afirmam que, “por suas convicções ideológicas, Che tem seu lugar assegurado na mesma lata de lixo onde a história já arremessou há tempos outros teóricos e práticos do comunismo, como Lenin, Stalin, Trotsky, Mao e Fidel Castro”. 

Com uma abordagem dura e um tanto cruel, Veja mostra, inclusive, fotografias do guerrilheiro morto, dotadas de uma descrição da então jornalista do Diário da Noite, de São Paulo, Helle Alves. “Os moradores tinham raiva dele e invadiram a lavanderia, mas, quando viram o corpo, passaram a dizer que ele parecia Jesus Cristo”. Morre o “herói”, nasce o mito.  

Na versão de Veja Che teria dito, antes de ser morto, “branco como um papel”, que seria melhor assim, porém, nunca deveria ter sido capturado vivo. Versão que contrapõe a Caros Amigos, onde ele supostamente disse ao sargento Mario Terán, no momento da execução,  chamando-o de covarde, para atirar. “Sei que você veio me matar. Atire covarde, você só vai matar um homem”. 

Caros Amigos dedicou exatamente 30 páginas para falar sobre Che Guevara. Sendo a quinta edição especial publicada sobre o “combatente e intelectual”, a revista reverenciou a memória do revolucionário que, depois de presenciar as injustiças sociais, desbravou a América Latina. 

Em entrevista ao jornalista argentino Jorge Ricardo Masetti, em Sierra Maetra, em abril de 1958, transcrita no periódico, Che conta por que se envolveu com a Revolução Cubana, sua relação com Fidel e como foram seus primeiros dias com os guerrilheiros. “Quando chegamos desfizeram nosso grupo (…) éramos 82 expedicionários, além da tripulação (…) quando chegamos à ilha o iate atolou no lodo. Do ar e da costa atiravam em nós sem parar (…). Do total os 82, só 12 ficaram com Fidel, e destes somente 7 continuaram”.  

A revista apresentou um tom de sentimentalismo. Além de seu diário, Caros Amigos transcreveu algumas de suas cartas ou enviadas a seus filhos – Hilda, Aliusha, Camilo, Celita e Tatito -, ou à sua mãe e, ainda, a carta de despedida a Fidel. “Renuncio formalmente aos meus cargos na direção do partido (…). Nada formal me liga a Cuba, somente laços de outro tipo (…). Creio ter trabalhado com suficiente honradez e dedicação para consolidar o triunfo revolucionário”.  

Após sair de Cuba, Che foi para outros países e, ainda em sua carta a Fidel, disse: “Outras terras do mundo reclamam o concurso de meus modestos esforços. Eu posso fazer o que a ti é impossível, por tua responsabilidade à frente de Cuba, e chegou a hora de nos separarmos”. 

Procurado pela redação do Blog Foca em Foco, Diogo Schelp, não quis comentar sobre o assunto. Já na redação da Caros Amigos, não conseguimos contato pelo horário do expediente.

Nota: Para escrever esta matéria precisei desembolsar exatos R$17,30… Como é caro ler!!! (rs)

Grande Abraço e, até quinta ;]

Anúncios

12 Respostas

  1. Fico longe da polemica “mito x farsa” e prefiro trazer a questão para mais perto dos olhos do povo comum.

    Che é apenas mais um exemplo da capacidade humana de acertar ou errar mediante os seus ideais, a visão mito ou farsa, assim como, herói ou vilão não transmite de forma alguma a realidade que quase sempre é um misto das duas coisas.

    Quão bom seria se mais pessoas acreditassem em seus ideais ao ponto de lutar por eles com todas as suas forças. Infelizmente parece que todos aqueles que conseguiram fazer isso passaram a acreditar mais em si mesmo do que em seus ideais.

    Talvez a questão principal seja: Até quando precisaremos de lideres, mitos e vilões? Que cada um de nós possa fazer sua própria revolução, silenciosa, pacifica e diária.

  2. Primeiramente, gostaria de parabenizar o excelente artigo escrito por Layla Marques, conciso, imparcial e principalmete quero ressaltar a seriedade com que este foi escrito, parabéns Layla continue assim, é de pessoas como você que a nossa esfacelada mídia precisa.

    Já em relação ao artigo, gostaria de dar um enfoque não ao conteúdo propriamente dito, mas sim, a falta de profissionalismo dos redatores da revista Veja.
    Com argumentos tendenciosos e com seu incrível poder de alcance na sociedade a revista Veja “manipula” muito bem seus leitores, escrevendo artigos sem embasamento teórico, caindo no senso comum, ou pior, caminhando de mãos dadas com os interesses de direita que que rondam nosso país (interesses oriundos dos Estados Unidos da América). Não sou nenhum mestre ou sequer estudante de jornalismo, porém (me corrijam se estiver comentendo algum erro) a IMPARCIALIDADE é fator primordial em qualquer meio de comuniação. Para encerrar, fica o meu apelo as grandes revistas, jornais e outros meios de comunicação que sejam imparciais, se preocupem somente em INFORMAR a população, deixem a FORMAÇÃO para professores e demais educadores.

    Bjos pra vc Layla…..

  3. lendo e questionando
    VEJA: “CHE”,

    A matéria é doentia, a visão pessoal dos jornalistas não pois cada um tem uma visão própria do seu mundo particular e tira as conclusões que querem, porém como mídia a revista deveria se informar melhor em todas as questões envolvidas:

    1o. Nenhuma forma de mídia pode expor sua opinião pessoal sobre qualquer assunto, e sim mostrar opinições diversas de todo um contexto e deixar a conclusão para os leitores.

    Sabe-se que para ter opinião é preciso ter conhecimento, e os jornalistas da Veja são uns desinformados e contamidados por opiniões dúbvias. Talvez eles leram a história de Fidel e resolveram colocar como Che, até a questão se a pessoa tomava banho ou não foi usado para manchar a imagem de Che. Isto é ridículo para não dizer aético, fútil e material de amadores, e não jornalistas.

    Para ter opinião também é preciso ter uma visão crítica do mundo.

    CHE NÃO FOI VILÃO NEM HERÓI, foi apenas um homem comum que lutou por aquilo em que acreditava, e mais ainda deu a vida, ou melhor sua vida não era nada diante do seu ideal.

    Homens assim são mercedores de adminiração e muito mais que isto, RESPEITO, é fácil para nós que ficamos COM A BOCA ESCANCARADA CHEIA DE DENTES ESPERANDO A MORTE CHEGAR, É PIOR, FALANDO MAL DAQUILO QUE DESCONHECEMOS.

    Não questiono a causa de CHE, para mim pobre mortal, assim como para os dois ditos jornalistas da veja, que critica a vida política social, no entanto não fazemos nada para mudá-la é fácil criticar.

    PARABÉNS A TODOS OS HOMENS QUE TIVERAM CORAGEM DE LUTAR POR AQUILO EM QUE ACREDITAVAM: Gadhi, Jesus Cristo, Lutero, Luther King, Lampião e seus cangaçeiros, e porque não Bin Laden?

    O que se questiona não é a causa, o que se admira e os torna heróis é puramente sua coragem de lutar e dar a vida por aquilo em que acreditam, e a luta, ESSA SUPOSTOS JORNALISTAS, é de David contra Golias, aos olhos de nós covardes uma luta impossível, mas um sonho realizável aos olhos dos defensores das suas causas.

    Todas as lutas (independente da causa) são válidas, se todos nós lutássemos por aquilo que acreditassemos o mundo seria diferente. Se todos os sem terra, sem teto, sem educação, sem emprego…. se todos fossem às ruas e lutassem, dessem a vida para tonar seus sonhos reais, teríamos o rosto de cada um de nós também estampados nas camisetas.

    CHE HOJE E SEMPRE, REVOLUÇÃO HOJE E SEMPRE, TODOS AQUELES QUE TIVERAM A CORAGEM DE LUTAR CONTRA UM SISTEMA OPRESSIVO DE SUBORNIDANÇÃO QUE OS EUA QUEREM NOS EMPURRAR GUELA ABAIXO, SÃO DIGNOS DE RESPEITO (independente da causa).

    VIVA BIN LADEM E QUE SURJAM VÁRIOS OUTROS BIN LADEM PARA TERMOS A CERTEZA QUE ALGUÉM NESSE MUNDO DE ESCRAVISADOS PELO PODER DOMINANTE TEM A CORAGEM DE DAR UM TAPA NO ROSTO DOS EUA MESMO SENDO UM GRÃO DE AREIA NO UNIVERSO.

    Reflitam supostos jornalistas (que devem ter estudado em escola militar, ou melhor se tratando de jornalista, É SENCIONALISMO MESMO, QUEREM GANHAR DINHEIRO ÀS CUSTAS DA DIFAMAÇÃO DA IMAGEM DOS OUTROS, depois do caso Cicarelli isto virou moda neste bendito país de intelectuais feitos este “benditos” jornalistas), os EUA deu uma recompensa exorbitante para aquele que entregassem BIn Laden, isto num país de misseráveis famintos de necessidades básicas como comida e remédios, e o que esse povo fez? além de não entregarem Bin laden, este se tornou mais forte, e aos olhos desse povo se tornou um herói, aí eu pergunto SERÁ NORMAL DAQUILA A 40 ANOS A VEJA ESCREVER EM SUA CAPA…. BIN LADEM A FARSA DO HERÓI??????? Aquele povo tem amor a causa, dão a vida por ela e são dignos de respeito também. SE FOSSE NO BRASIL…. PESSOAS POR MUITOS MENOS ENTREGARIAM PARA BUSH ATÉ A PRÓPRIA MÃE, ATÉ MESMO PARA UM VISTO PARA MORAR NOS EUA, OU POR UMA DENTADURA, UM LIGAMENTO DAS TROMPAS, ASSIM COMO VENDEM O VOTO AOS POLÍTICOS CORRUPTOS DESTE PAÍS, e vocês jornalistas… o que acham de fecharem a boca e pegarem a causa de moralizar a política brasileira, por exemplo, escrevendo sobre ética, e notícias para que os leitores reflitam e tirem sua visão própria da matéria? ao invés de sair por aí falando daquilo que desconhecem?????

    A VEJA ESCREVEU TAL MATÉRIA, E FOI MATÉRIA DE CAPA, PARA VENDER REVISTA, NÃO SE IMPORTANDO COM A HISTÓRIA, E COM OS LEITORES CRÍTICOS QUE ELA AINDA POSSUI. ELA CONSIDEROU TODOS OS SEUS LEITORES MEROS CURIOSOS DA VIDA ALHEIA QUE QUERIAM SABER AS MENTIRAS SOBRE CHE. PORQUE NÃO ESCREVERAM UMA MATÉRIA ESPECIAL COM TODOS OS GENERAIS DA DITADURA MILITAR E O QUE FIZERAM NESTE PAÍS? PORQUE NÃO ESCREVEM SOBRE O PODER SOS EUA E A CARÊNCIA DA ÁFRICA? ISSO NÃO DAR DINHEIRO NÃO VENDE REVISTA, FALAR MAL DA VIDA PARTICULAR DE FAMOSOS VENDEM MAIS NÃO É MESMO.

    Virginia Matos
    Salvador-BA

  4. Cara Virgínia,
    Agradecemos o seu comentário, e de realmente a revista Veja é totalmente imparcial quanto ao seu ponto de vista.
    Infelismente sua resposta não foi menos parcial do que a matéria em questão.

  5. Vírginia,

    Recebi seu comentário com bastante alegria, pois, afinal de contas, o que falta neste país são leitores críticos como você e, principalmente, com opniões formadas, não moldadas ou, como dizemos estudantes de jornalismo, pautadas pela mídia.

    Reforço aqui, o comentário de Jonas Andrade: “Quão bom seria se mais pessoas acreditassem em seus ideais ao ponto de lutar por eles com todas as suas forças”.

    Agora, quanto a imparcialidade minha cara, lamento lhe dizer, será bastante díficil encontrar esta característica na imprensa atualmente. Acredito ser até mais sensato o veículo expor claramente sua ideologia, assim, caberá aos leitores buscar uma mídia a qual haja identificação, não é mesmo?!

    Porém, a meu ver, é inadimissível a “manipulação” dos fatos para que isso gere posterior lucro. Isso eu não perdoo em veículo de comunicação nenhum, mesmo que firam sua visão, o leitor tem o direito de saber a “VERDADE SEMPRE”.

    Grande abraço ;]

  6. Guilherme Prado

    Não sou mídia, como cidadã posso ter a visão que quiser do mundo e publicá-la aos quatro ventos com base na minha opinião e visão de mundo. Se fosse jornalista e trabalhasse para qualquer meio de comunicação “mídia” jamais usaria do meu cargo, ou do dinheiro que me pagariam para publicar uma mentira, tão pouco tentar formar opiniões contrárias a verdade histórica. EU POSSO NÃO SER IMPARCIAL A VEJA A GLOBO A EDITORA ABRIL A MÍDIA NÃO!!!! Agora vc conseguiu entender?

    Se ainda não ficou claro, para você entender o que é usar a imagem e a mídia para formar opinião citarei um exemplo.

    Algum tempo atrás alguns ambientalistas protestaram contra a modelo Gisele devido a mesma estar desfilando com casaco de peles, aí a beldade disse… GENTE É SÓ MEU TRABALHO! ok é o trabalho dela, agora ela como uma figura social imitada por várias adolescentes e que contribui com sua imagem para formar opiniões ela jamais poderia usar sua imagem para dizer que é lindo e maravilhoso matar animais à beira da extinção por pura vaidade. É como a Suzana Vieira, Nair Belo, Paulo Gulart usando sua imagem às financeiras (agiotas) para levar os probres velhinhos aposentados a contrairem dívidas. AGORA DEU PARA VOC~E ENTENDER O QUE É IMAGEM PÚBLICA, O QUE É MÍDIA E O QUE É MASSA DE LAVAGEM CEREBRAL PARA DESVIAR A OPINIÃO VERDADEIRA PARA OS INTERESSES DA Mídia? AGORA VC ENTENDE O QUE É USAR PESSOAS COMUNS COMO EU POR EXEMPLO COMO MASSA DE MANOBRA DA Mídia? Espero que sim!

  7. Essa discussão deu o que falar, vocês viram a resposta do Jon ao reporter da Veja? Encontrei também um artigo muito bom que comenta essa briga entre a Caros Amigos e a Veja, chama-se O verdadeiro Che, foi escrito por Raphael Gregolin, segue o link: http://segundasintencoes.wordpress.com/2007/12/05/o-verdadeiro-che/

  8. e’ lamentavel que a” revista veja” tenha publicado reportagem tao vil,mentirosa e totalmente amadora..e’ o fim do mundo agora qualquer um pode chegar a’ redaçao desta revista(veja) e publicar sua opiniao pessoal a respeito de determinada pessoa..um absurdo…uma toatal falta de profissionalismo…incompetencia….lamento

  9. Concordo em número, gênero e grau com você José Jorge… pois, infelizmente, é nesse tipo de jornalismo que estamos expostos e, convenhamos, profissionalismo ZERO!!! Também lamento…

  10. Tenho notado nos últimos tempos que a palavra “tendencioso” tomou rumos tendenciosos: sempre que você ataca alguém, haverá sempre quem acuse os seus argumentos de tendenciosos. Acho um absurdo querer negar – p. ex. – que a Revolução Cubana eliminou, no paredão, todos os opositores do seu regime, do mesmo modo como o fizeram o russos e os chineses, para citar somente dois casos mais. Ora, quem são afinal os que defendem o Che, ou negam as atrocidades cometidas por ele? São os mesmos que gritam por liberdade, por respeito aos direitos humanos, nos regimes ditos democráticos! Vê-se que tendenciosos são estes que lutam pelas liberdades individuais, nas democracias, e se calam, nos regimes comunistas. Poderia fazer a pergunta incômoda, mas necessária: Por que não se comportam de modo idêntico nos dois casos? Acaso, há algum regime que possa arrogar-se dono das liberdades? O homem não é o mesmo, nas duas situações? Os direitos da pessoa humana não devem ser direcionados às suas necessidades básicas, como a de ir e vir? Veja bem, tendencioso não é somente quem acusa este ou aquele, mas também, e principalmente, quem defende por amor ou compromisso com determinada ideologia, determinada tendência!!!

  11. te amo veja pois você é uma revista que tem a coragem de falar a verdade;comunismo e nazismo são iguais,o comunismo estuprou entre 3 e 4 milhões de mulheres;matou 100 milhões de pessoas,acabou com as liberdades constitucionais garantidas por lei(expressão,econômica,politica e religiosa)acabou com a natureza e tira as garantias de direitos humanos nos paises onde ele reina;vale lembrar que na 2º guerra mundial(1939-1945)o comunismo ajudou o nazismo por debaixo dos panos a matar mais de 70 milhões de pessoas,alias hitler não teria feito tanta miseria no mundo se os comunistas não tivessem ajudado ele;comunismo e nazismo juntos mataram 200 milhões de pessoas,comunismo e nazismo são antidemocraticos;comunismo e nazismo são ateus e antireligioso,comunismo e nazismo são antiecologico;comunismo e nazismo são assassinos e sanguinarios,e ainda tem gente que defendem essas 2 pragas que é o comunismo e o nazismo;as 2 pragas que mais mataram gente em toda historia é o comunismo e o nazismo,continue veja lutando contra essas 2 pragas e não vamos deixar que o brasil se transforme numa nova venezuela de hugo chavez ou numa alemanha hitlerista;os maiores genocidios da historia mundial foram causados pelo comunismo/nazismo,os comunistas mataram 10 milhões de pessoas na guerra civil russa(1917-1921);stalin com suas loucuras matou mais de 20 milhões de pessoas na antiga união sovietica(1923-1953),pol pot matou mais de 2 milhões de pessoas;mao tsé tung matou 70 milhões de pessoas na china,as guerras da coreia do vietnã e a guerra separatista espanhola mataram juntas 5 milhões de pessoas;as guerrilhas que tentaram inplementar o comunismo na america latina e africa tiraram a vida de 2 milhões de pessoas,hitler assassinou 12 milhões de pessoas nos campos de concentração;vale lembrar que ele só conseguiu isso por que teve muita ajuda dos seus amiguinhos comunistas pois boa parte do esforço de guerra hitlerista foi financiado e sustentado pelos comunistas,os 70 milhões de pessoas mortas na guerra foram mortas pela parceria maligna de comunismo e nazismo;ou seja os comunistas e nazistas tem uma culpa muito grande nas mortes dessas pessoas,stalin,hitler,mao tsé tung,pol pot,mussolini,che guevara,idi amin dadá,fidel castro,trotski,lenin,salazar,franco são assassinos da pior especie;o comunismo e o nazismo não acabaram com a fome,a pobreza,a miseria,as guerras em nemhuma parte do mundo;infelizmente muitos professores universitarios que são agentes esquerdistas travestidos de professores estão enganando nossos jovens para que eles aceitem essa barbaridade chamada comunismo,e como resultado desse esforço temos visto a banalização da violência,o crescimento da imoralidade e do numero da violência sexual,o crescimento do crime,o aumento da prostituição,das drogas,o nosso brasil sobre o governo da quadrilha petista está se alinhando com o que há demais retrogrado no mundo;no caso do impeachement de fernando lugo,o brasil condenou a saida dele do poder;por que ele fez isso?por que fernando lugo é de esquerda,se fosse de direita o brasil;digo quadrilha petista,não estaria nem ai;por que o pt não condena as violações de direitos humanos em cuba?porque são de esquerda os governos brasileiros e cubanos,o comunismo e o nazismo financiaram e formentaram muitas guerras

  12. À época da revolução cubana, a ilha era um bordel americano, lá faziam o que nos EUA nao queriam ou não era permitido. ai ai ai. E ainda falam mal de Che!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: